Líder do antigo LulzSec entrega ex-parceiros e membros do Anonymous

Posted: 09 março 2012 by Bhior in Marcadores:
0


Hacker que capitaneou ataques à CIA e à Sony estaria trabalhando com autoridades na captura de membros das duas células hacktivistas

Um golpe duro na célula hacker Anonymous? Segundo informações da Fox News confirmadas por diversos oficiais do FBI, o hacker Sabu, líder do "LulzSec", um dos muitos parceiros do Anonymous e que assumiu responsabilidade por ataques online direcionados à CIA e à Sony, entre outros, foi preso e está colaborando com a agência de investigação federal estadunidense na captura de outros hackers.

De acordo com a matéria exclusiva do site, o hacker Sabu - que foi identificado como Hector Xavier Monsegul, desempregado, 28 anos e pai de dois filhos (foto em destaque) - já estava sob custódia das autoridades "há algum tempo", declarou-se culpado das acusações de crimes cibernéticos e vazamento de documentação sigilosa. Desde então, segundo diversos porta-vozes do FBI, ele vem auxiliando o governo na identificação de hackers que pertencem ao Anonymous. Ele é residente da cidade de Nova York e mora em um conjunto habitacional no lado leste da metrópole.

Como resultado da cooperação de Xavier, diversos líderes do que antes era o LulzSec já foram presos ou possuem novas acusações criminais. Entre eles, estão nomes como "Kayla" (Ryan Ackroyd) e "Topiary" (Jake Davis), ambos de Londres; "pwnsauce" (Darren Martyn) e "palladium" (Donncha O'Cearrbhail), da Irlanda; e, de Chicago, "Anarchaos" (Jeremy Hammond). De todos estes, "Kayla" é suspeito de ser o segundo em comando, logo abaixo de Sabu.

Já o próprio Sabu deverá ser indiciado em julgamento separado, rotulado como membro-chave da célula Anonymous.

Histórias de guerra

O LulzSec, que anunciou seu fim em julho de 2011, era uma célula hacker que ficou mundialmente famosa por comandar ataques à CIA, ao FBI e à Sony Pictures - esta última, comprometendo dados de usuários e vazando informações como logins e senhas, além de números de cartões de crédito.Diversas manobras podem ser atribuídas ao LulzSec em conjunto com os Anonymous - destaque para a "Operation AntiSec", que juntou em um só movimento os dois grupos, além de diversos hackers independentes. Inicialmente, o New York Times disse que o grupo "pregava peças pela internet", ao invés de atribuir uma capacidade mais séria de ataques aos seus membros. A maior especialidade do LulzSec era encontrar sites de pobre segurança e tirá-los do ar com métodos bem conhecidos, sobretudo SQL Injection.

Havia também diversas pessoas que, dizendo-se membros do LulzSec, realizavam feitos posteriormente negados pelo próprio Sabu. Entre eles está a obtenção de informações sigilosas do Censo britânico, que continha informações de milhares de cidadãos ingleses. Apesar do grupo ter se desfeito com apenas dois meses de vida (suas primeiras atividades datam de maio de 2011, enquanto sua última “cartada” – 50 Days of Lulz – teve início no meio de junho), há rumores que diversos membros tenham continuado a exercer atividades hacktivistas, alguns sendo incorporados pelo Anonymous.

Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/produtos/digital_news/noticias/lider-do-antigo-lulzsec-trai-o-anonymous

0 comentários: